Mudança para a Finlândia e as opções de escola para os filhos

Quando uma família está de mudança para outro país é normal procurar informações que possibilitem uma transição e adaptação mais suave. Não é fácil deixar um mundo que conhecemos para um completamente novo. A ansiedade sempre aparece e muitas perguntas e dúvidas permeiam esta primeira fase da mudança. Talvez a mais inquietante destas dúvidas seja em relação a escolha da escola para os filhos. Qual seria a melhor escola?

Após ajudar vários brasileiros com esta questão e ver a preocupação e dúvidas de várias mães que entram em contato comigo, eu resolvi escrever este artigo.

Estamos de malas prontas, e agora?

Neste cenário existem dois casos específicos: aquelas famílias que estão se mudando para morar definitivamente na Finlândia e as famílias de expatriados que somente passarão alguns anos no país.

Para quem deseja morar aqui definitivamente e quer se integrar na sociedade finlandesa a melhor opção sem sombra de dúvidas é a escola finlandesa que é totalmente gratuíta e de excelente qualidade. A situação, no entanto, mostra-se diferente para as famílias expatriadas que não têm interesse em aprender a língua, neste caso, a melhor opção são as escolas internacionais.

ESCOLAS FINLANDESAS

Aquelas famílias que optarem pela escola finlandesa após fazerem seu anúncio de mudança e tendo a sua residência regularizada, receberão automaticamente um formulário de matrícula e poderão optar pela escola mais próxima ou outra de sua preferência.

Uma das premissas da educação finlandesa é a igualdade onde todos tenham a mesma oportunidade de frequentar a escola, seguindo este princípio, é parte da estratégia do governo espalhar a rede escolar por todos os bairros da cidade para que os alunos tenham uma escola perto de suas casas sempre que possível. Se o aluno por alguma razão precisar frequentar uma escola mais longe, o governo arca com os custos do transporte.

No meu caso particular quando eu retornei para a Finlândia, foi constatado, já na primeira semana que o meu filho mais novo não conseguia compreender a língua finlandesa o suficiente para frequentar uma turma regular. Mesmo o pai sendo finlandês, cinco anos no Brasil foram suficientes para a língua enfraquecer.

  A solução foi transferi-lo para uma classe especial com crianças de pais finlandeses que tinham residido no exterior. Neste caso, o transporte foi custeado pelo governo. Ele ficou um ano nesta turma e no próximo já estava integrado numa turma regular na escola perto de casa.

Da mesma forma, qualquer problema ou deficiência cognitiva será devidamente acompanhado por especialistas e aqueles que necessitarem serão transferidos para classes especiais com todas as despesas pagas pelo governo.

As escolas públicas seguem uma uniformização na linha pedagógica o que signifca que se o aluno precisar mudar de escola isto não afetará o seu rendimento escolar. 

As escolas são gratuítas assim como todo material escolar. Como o país tem duas línguas oficiais, é considerada escola pública gratuíta todas as finlandesas e suecas também.

ESCOLAS INTERNACIONAIS

Esta é sem dúvida a melhor opção para as famílias que não pretendem ficar no país e querem seguir uma escola com um currículo internacional reconhecido.

Assim sendo, você tem a opção das escolas que ensinam em inglês, a escola francesa, a escola russa e a escola alemã. A maioria das escolas de língua inglesa adotam o currículo que oferece o “International Baccalaurete (IB)” ou programas internacionais  da Cambridge. A escola europeia oferece o “European Baccalaurete” (EB) e a escola alemã tem um prórprio exame mas que é igualmente reconhecido.

Algumas destas escolas optam por seguir o currículo internacional finlandês, enquanto  outras, o próprio currículo. No entanto, todas ensinam noções básicas da língua e cultura finlandesa.

O ingresso nestas escolas acontece, através de um teste de aptidão linguística que geralmente é uma vez por ano. Com exeção da international school of Helsinki que não exige o teste. Infelizmente pode acontecer de todas as escolas internacionais oferecerem o teste no mesmo dia, obrigando os pais a optarem por uma.

Neste ano, exepcionalmente muitas escolas dispensaram o exame de ingresso por causa da pandemia e fizeram somente uma análise do currículo do aluno, levando em conta se este frequentou escolas em língua inglesa reconhecidas, por exemplo.

Sempre é aconselhável que os pais entrem em contato com as escolas e vejam as possibilidades, principalmente se a transferência acontecer no meio do período letivo.

As escolas internacionais são pagas e os valores podem variar de escola para escola.

Ainda existe a possibilidade de matricular seus filhos numa escola pública bilíngue que por serem do governo oferecem o ensino gratuíto. Em Helsinki temos as escolas de  Maunula e Ressu e também escolas gratuítas internacionais como a escola de Kulosaari em Helsinki e a Internacional em Espoo.

INFORMAÇÕES GERAIS

O calendário escolar é similar ao do resto da Europa com poucas diferenças:
Inicia na segunda semana de agosto, com três semanas de férias para o natal. De Janeiro segue até o último dia de maio. Os finlandeses têm dois meses e meio de férias de verão, que é considerado um dos períodos mais longos da Europa.

Se a sua família vem do Brasil, o melhor período para a transferência seria em julho para o início do período escolar em agosto ou em dezembro para iniciar em janeiro após as férias de natal.

Os pais não necessitam gastar com uniforme pois as escolas aqui não os adota. Como eu já comentei, na escola pública os livros, material e alimentação são gratuítos. Nas escolas particulares os pais pagam os livros e também uma taxa de almoço.

As escolas possuem o sistema integral, ou seja, os alunos entram pela manhã e almoçam na escola. Geralmente iniciam as atividades às 8:15 e terminam dependendo da carga horária específica para cada ano. Como os primeiros anos têm menos aulas, encerram suas atividades já as 13horas, muitas escolas oferecem a possibilidade de atividades extra classe onde o aluno pode permanecer na escola por mais algumas horas em atividades extras e receber um lanche da tarde.

Respondendo a pergunta que originou este artigo: qual seria a melhor escola? Aqui não existem melhores escolas, todas as escolas têm o mesmo nível pois são integradas. Não existe um “ranking” para o fundamental, existe uma pontuação para o ensino médio, mas é mais relacionado ao foco do ensino do que exatamente a sua qualidade.

Abaixo alguns links que podem ser úteis.

Neste site do Expat Finland você encontra a lista de todas as escolas internacionais mais outros links úteis:
https://www.expat-finland.com/living_in_finland/international_schools.html

Link para o ministério da educação
https://www.oph.fi/en/education-system

Algumas escolas da região de Helsinki e Espoo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s