A festa de São João na Finlândia – O Juhannus

Juhannus-Litha-in-Finland-80242916517

Quando lembro de festa junina logo me vem na lembrança as festas da minha infância. Como nasci no Rio Grande do Sul, o São João era uma época fria, o quentão, pinhão, poncho. Geralmente as meninas vestidas de prenda e os rapazes de bombacha e lenço vermelho no pescoço, uma festa legitimamente gaúcha para nós. As fogueiras nos aqueciam na noite conhecida como a mais longa e mais fria do ano.

Jamais podia imaginar que vindo para um país reconhecidamente frio como a Finlândia, aconteceria o contrário. O Juhannus é uma festa de verão! Diga-se de passagem, é o ponto mais alto do verão, onde comemorando-se o solstício de verão e é o dia mais longo do ano.
O que me faz pensar que, às vezes, a Finlândia parece o país do contrário!

Aproveitando este gancho, ao contrário do primeiro de maio, que é uma festa de cidade, o “Juhannus”, tradução de “São João”, é uma festa para você se esconder em alguma casa de campo bem longe da cidade tendo como vista apenas um lago. Fazer sauna, acender a famosa fogueira e comemorar com a família ou amigos.

Alguns restaurantes, principalmente os que eram antigos casarões, costumam fazer um almoço de São João, com direito a dança e a fogueira lá pelas 20h. A fogueira do solstício de verão é um ritual pagão, assim como as fogueiras de entrada de primavera, em toda a Europa.

O São João é festejado no sábado mais próximo do período entre 20 à 26 de junho . Muitos dos rituais desta festa tem origem das festividades pagãs, onde os povos europeus comemoravam a luz e a fertilidade. Estes rituais eram para assegurar mais nascimentos, boa colheita e muito leite e ainda, rituais relativos aos casamentos um pouco parecidos com o que temos no Brasil. A Sauna e os bailes remotam desta época.

As rosas brancas de Juhannus, como eu chamo, porque elas despontam em toda a Finlândia nesta época, tem papel marcante nos rituais da festa. Juntamente com os ramos da bétula,elas fazem parte da mitologia escandinava de purificação. As rosas eram também colocadas nos cabelos e vasos, já que a roseira que as abriga é sempre uma árvore grande e vasta. Lindo!

kesc3a42009-045

Poderia arriscar a dizer que a festa do Juhannus é também uma festa sagrada para o povo finlandês, se não for pelo aspecto cristão, mas pelo louvor ao sol da meia noite que coroa neste dia o país todo. É uma referência máxima do curto verão e eu adoro como eles mantém as antigas tradições. É uma forma de entrar um pouquinho no passado pré-cristão da época dos bárbaros.

Como todo bom bárbaro, o finlandês bebe muito nesta época. Não existe uma comida ou sobremesa especial como no primeiro de maio. A bebida é um aspecto importante que caracteriza a tradição.

Coincidindo com o São João nós temos no dia 21 o dia da banderia finlandesa. São duas comemorações. Geralmente a bandeira é asteada na véspera de Juhannus, na sexta às 18h e é retirada somente no sábado às 21h.

A origem da bandeira nacional remotam a meados do século IXX e foi uma necessidade para o reconhecimento dos barcos de comércio finlandeses, para não serem atacados. Fato que era comum pelos inimigos russos.

juhannus11mp_503_uu

Em 1883 foi feito uma sugestão de se criar uma bandeira para o ainda grão-ducado da Finlândia. Como a Finlândia não tinha autorização enquanto país para representar-se frente as cortes europeias, o projeto de uma bandeira própria foi rejeitado.

Somente com a revolução de 1917 surgiu, depois de muitas discussões sobre as cores, ainda como bandeira provisória, a base formada por uma cruz azul em um fundo branco. O branco significa a neve e o inverno e o azul significa os mais de mil lagos que recortam o país.

A bandeira que conhecemos foi então oficialmente aprovada em 1918 e é extremamente simples como as outras bandeiras da Escandinávia.

Abaixo você pode ver um vídeo da festa do São João realizada na ilha de Seurasaari que fica bem pertinho de Helsinki.

Bom São João!
Hyvää Juhannusta!

5 comentários em “A festa de São João na Finlândia – O Juhannus

  1. Evelyse, meus parabéns por tão lindo post. É lindo como os fonlandeses cultuam tradições. Vejo como enobrece o amor que têm pelo país. Isso é muito bom para não se perderem no meio da História. A festa é muito bonita mesmo e é interessante como o Sol é quase venerado. Só mesmo quem conhece o frio daqui e toda s as dificuldades que os antepassados passaram até chegarem nesse nível de excelente educação, saúde e boas condições de vida é que podem aquilatar a importância que se deve dar ao que proporciona bem estar. Um grande abraço. Carmen Rita A. o. Dieguez

    Curtir

    1. Obrigada, a proposta do blog é exatamente esta, difundir a cultura finlandesa e o modelo educacional em português. Conheço o seu blog pelo face e vocês também estão de parabéns pelo excelente trabalho que fazem. Abs 🙂

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s